Check-up Cardiológico

Consiste em uma avaliação detalhada para determinar se há saúde cardiovascular, e também diminuir o risco de potenciais problemas cardíacos futuros. O ponto de partida é a consulta clínica com cardiologista, sendo realizada entrevista, exame físico, eletrocardiograma e os diversos exames da linha cardiovascular pertinentes a cada caso. A coleta de sangue pode ser realizada na própria clínica, assim como os diversos exames cardiológicos, de maneira conveniente e agilizada para os pacientes.
 

Eletrocardiograma

Utiilizado para determinar de maneira rápida e descomplicada as anormalidades elétricas no coração, podendo ou não ser correlacionadas com presença de doença cardíaca. Apesar de sua relativa simplicidade é indispensável na prática cardiológica.


Teste Ergométrico

Método diagnóstico funcional, para determinar alterações elétricas ou pressóricas  induzidas ao esforço, e também a capacidade aeróbica do paciente. Esta última tem importância fundamental na interpretação do exame, e associada aos demais parâmetros fornece informações sobre a irrigação sanguínea do músculo cardíaco, ocorrência de arrtimias e alterações da pressão arterial em situação de maior demanda do coração.

*Informe-se sobre quais as medicações que devem ser suspensas para o exame com seu cardiologista (e por quantos dias), e use trajes esportivos (tênis, calção ou agasalho) para realizar o exame de maneira confortável.


Ergoespirometria / Teste Cardiopulmonar
O teste cardiopulmonar ou ergoespirométrico é a associação de um teste ergométrico convencional com a análise dos gases respiratórios do paciente durante o exercício, que serve para especificar medidas diretas  de parâmetros respiratórios e cardiovasculares. Permite avaliar a integridade funcional de todos os sistemas envolvidos com o transporte de gases, ou seja, não envolve apenas os sistemas cardiovascular, respiratório e musculoesquelético, mas também os sistemas neurológico, humoral e hematológico.
A ergoespirometria se tornou bastante difundida nos últimos anos, podendo ser aplicada tanto em atletas como em outros pacientes com doenças específicas.


Doppler das Artérias Carótidas e Vertebrais
Método não invasivo que permite a visualização da morfologia dos vasos sanguíneos da região cervical e o fluxo no interior dos mesmos. Método importante para visualizar a presença ou não de aterosclerose. 

 
MAPA

Registra durante 24 horas medidas de pressão arterial, durante 24 horas, em meio às atividades cotidianas do paciente. Tem importância em vários aspectos da hipertensão arterial (“pressão alta”) , desde o diagnóstico até o monitoramento do tratamento medicamentoso.


Holter de Ritmo

Semelhante ao holter de pressão arterial, mas registra a atividade elétrica (eletrocardiograma) do paciente em 24 horas. Utilizado comumente para identificar arritmias cardíacas, e também para monitorar a eficácia do tratamento.


Tilt-Test 

O Tilt-test ou Teste de Inclinação é um exame utilizado para a investigação de pacientes com sintomas recorrentes de tonturas e/ou desmaios. Uma das doenças diagnosticadas pelo exame é a síncope neurocardiogênica, também conhecida como síncope vasovagal, que é a principal causa de desmaios em pessoas sem doença cardíaca preexistente. A pressão arterial é verificada constantemente durante o exame. Após os minutos iniciais, a maca será colocada em pé (o paciente ficará em pé na maca), mantendo-se a monitorização dos batimentos cardíacos e da pressão arterial. O paciente ficará nesta posição por cerca de 45 minutos.


Reabilição Cardíaca

Ponto chave na interação médico-paciente em nossa clínica. Tem muitas aplicações, destacando-se o auxílio na recuperação de pacientes coronarianos e outras patologias cardíacas e pulmonares. Também possui papel preventivo, visando longevidade com qualidade de vida. Realizada após indicação do médico, com protocolos específicos e individulazado para cada comorbidade e objetivo. Os pacientes são supervisionados por tempo integral por profissionais qualificados. Estudos comprovam que a reabilitação cardiovascular aumenta a aderência ao tratamento cardiológico, melhora o perfil psicológico do paciente e promove uma melhoria global na qualidade de vida do mesmo.